Guerra

GUERRA

GUERRA De quem terás medo Entre tantos gemidos Na terra dos vivos. Voltas o rosto para nada ver Tens o mundo por quinhão Plenitude do teu prazer. Não entesa, mais o arco, a lança, A flecha, mas hoje são as balas. Marchas conduzidas pelas falas Que em ruína irreparável fica o mundo Com o coração […]