FALANDO do LIXO do MUNDO

FALANDO do LIXO do MUNDO 2

Sem sarcasmo, sem brincadeira, eis uma questão realmente assustadora!
O mundo cresce, os povos se multiplicam com isso aumenta o lixo no mundo.
E é simples deduzir, não adianta ficar abismado com o transtorno causado
Pelo lixo. Muita coisa já foi feita e muita coisa ainda será feita para evitar essa sujeira que o lixo causa. Não é fácil lidar com essa realidade, e isto acontece no mundo inteiro esse
tipo de problema:- esse mal estar de conviver com o lixo. Brincando com a questão no planeta terra, lixo é o luxo.
E se não fosse seria a mesma porcaria, não se pode culpar nem o pobre nem o rico, nem rei nem Presidente. Todo mundo senta no trono nesse caso…
O pobre luta para ter um pouquinho de luxo, e quanto mais luxo mais lixo junta o rico.
Nós também brasileiros vivemos em uma sociedade extremamente consumista e isso gera mais lixo, que vão para nossos aterros que nem sempre são adequados e o que é pior podem estar saturados, apenas 11% a 13% vão para aterros adequados, e isso não inclui lixo hospitalar, industrial, rural, e outros. Estimativas mostram que São Paulo produz de 12 a 15 toneladas de lixo por dia e no Brasil a produção do lixo passa de 100 mil toneladas, mais de 80%de todo esse lixo é doméstico. Ressalto, Belo Horizonte produz em torno de 4 mil toneladas de lixo por dia e a população deve ficar atenta, pois muito breve começará o uso dos sacos de lixo bio degradável, supermercados, padarias, sacolões, açougues, farmácias em fim, o comércio em geral já implantou as sacolas plásticas, está sendo complicado, mas devemos aderir legal porque é por uma excelente causa, para um futuro bem próximo serão outros produtos. Uma coisa é certa, é bom se precaver com os oportunistas. Outra coisa seria o governo facilitar para os menos favorecidos a aquisição das sacolinhas.
O acontecimento da explosão do aterro em São Paulo é uma coisa já prevista e poderá voltar a ocorrer em outros lugares, não tenham duvidas. Por se tratar de vários materiais, o risco é muito grande, o lixão de SP não foge a regra de materiais orgânicos como restos de comida, folhas, madeiras etc. Acaba por ocasionar a liberação de gazes, principalmente o gás metano que é um combustível. Embora seja uma porcaria o lixo é uma fonte de lucro. As indústrias de reciclagem têm condições de produzir muita coisa com o alumínio, a borracha, as fibras, vidros, plásticos até mesmo energia elétrica gerada pela combustão dos gases, tudo isso é muito pouco aproveitado, apesar do nosso País ser considerado um grande reciclador o prejuízo chega à casas dos cinco bilhões de reais.
Para se ter uma idéia na França há bem pouco tempo se produzia 850 milhões de toneladas de lixo por ano, uma nação rica e o luxo é um lixo, o que prova que um dia estaremos produzindo mais lixo do que a nossa querida França pois o Brasil tem muita terra para povoar e em conseqüência disso…
Em 1990 na França iniciou-se um processo de incinerar o lixo como alternativa de produção de energia cujas unidades produtoras fornecem 15% dessas as reder domésticas.
Outros países da Europa como a Alemanha, Suécia, Holanda adiantaram bastante criando alternativas para amenizar o problema, mas o lixo ainda é um problema muito serio e deve ser tratado com tenacidade, pois não se resolvera o problema unilateral.
O mundo inteiro deve se unir e comungar esse assunto
de uma forma de caráter de urgência, pois um país afeta o outro o mundo tem que declarar guerra contra o lixo.
Snitram
Editora de texto
Rosali Gazolla